>
O Novo Mira e Destino vem ai. Aguardem

DICAS
Alimentação na Terceira Idade: necessidades calóricas diminuem cerca de 20% a 25% entre os 50 e 65 anos
Por Zildda Brandaoh - 06/02/2012 às 10:15


Nutricionista do HPT, Fernanda Talha
Nutricionista do HPT, Fernanda Talha.

Osteoporose atinge mais de 15 milhões de brasileiros e sua prevenção pode estar associada a uma alimentação rica em nutrientes como cálcio, fósforo, vitamina D e K

A boa alimentação na infância e na vida adulta é que irá determinar a saúde e a capacidade funcional na velhice. Alguns nutrientes como, por exemplo, a vitamina B12 presente em alimentos de origem animal (carnes), são armazenados no organismo somente até os 50 anos. Além disso, as necessidades calóricas diminuem cerca de 20% a 25% entre os 50 e 65 anos e depois, a redução vai de 5% a 10% a cada 10 anos. Por isso, na Terceira Idade é de fundamental importância a redução do consumo de açúcares, bebidas alcoólicas e gorduras.

De acordo com a nutricionista do Hospital Paulo de Tarso, localizado no bairro São Francisco, na região Pampulha, especializado no atendimento a idosos e pacientes crônicos, é reconhecido como referência em Cuidados Paliativos, além de Geriatria, Cuidados Prolongados e Reabilitação, Fernanda Talha, não há consenso científico de que as necessidades nutricionais de vitaminas e minerais diminuam com a idade. “A melhor maneira de assegurar o aporte necessário está na dieta colorida e variada, entretanto pode-se haver deficiência na absorção de nutrientes devido a atrofia da mucosa intestinal”, explica.

A ingestão de líquidos também é fundamental para a saúde, principalmente do idoso acamado que costuma apresentar redução da sensibilidade à sede devido a diminuição da eficiência dos receptores renais e dependência física, imobilidade. Nestes casos, a desidratação pode desencadear doenças infecciosas e celebrais como o delirium (distúrbio de atenção, memória, humor e consciência) e agravada por uso de diuréticos e laxantes.

“O consumo de líquidos deve ser de 1,5 a 2 litros por dia com a ingestão de água, chá e sucos preferencialmente naturais. A hidratação também é fundamental antes e depois da atividade física, já a alimentação após atividade física deve priorizar o consumo de carboidratos complexos e frutas, que podem ser consumidas in natura ou sob forma de suco”, alerta a nutricionista.

Uma boa alimentação pode prevenir inclusive a osteoporose que já atinge mais de 15 milhões de brasileiros devido a perda gradual de massa óssea, deixando os ossos frágeis e susceptíveis a fraturas. Mais comum em mulheres após a menopausa, a prevenção natural pode estar nos alimentos, com o consumo adequado de nutrientes como o cálcio (leite e derivados e alimentos de origem vegetal de cor verde escura), fósforo (leguminosas e cereais integrais), vitamina D (produzida pelo nosso organismo a partir da exposição à luz) e vitamina K (leite, ovos e derivados).

Saúde bucal

De acordo com estudos realizados em 2010, cerca de sete milhões de idosos necessitam de prótese dental (total e parcial). Porém, doenças peridontais ou próteses mal ajustadas podem gerar uma menor capacidade de mastigar e tornar desagradável a alimentação provocando a redução do apetite, bem como da digestão e da absorção dos alimentos. Os idosos também costumam apresentar um aumento da sensibilidade da mucosa oral a alimentos em temperaturas extremas: quente e frio.

Segundo o especialista em implantodontia da Implantar Clínica Odontológica, Vitor Resende Chitarra, “próteses mal colocadas podem gerar disfunções temporo-mandibulares, afetando a articulação e a estética, além de causar dificuldade de dicção do paciente.” Ele alerta que os cuidados com a higiene são fundamentais, e que a troca da prótese deve ser avaliada de 5 em 5 anos, “uma vez que o osso maxilar e mandibular sofre um processo de reabsorção devido a falta dos dentes e à compreensão que a prótese exerce sobre o osso”, explica.

10 dicas para uma boa alimentação na Terceira Idade

1) Mastigue bem os alimentos.
2) Beba bastante líquido (não espere sentir sede).
3) Alimente-se de 3 em 3 horas (porções de 5 a 6 vezes por dia são melhores do que grandes quantidades por vez).
4) Coma devagar e em ambiente tranquilo evitando se alimentar em frente a TV.
5) Crie horários regulares para se alimentar (não belisque).
6) Pratique atividade física (com orientação).
7) Consuma mais alimentos integrais (ricos em fibras).
8) Diminua o consumo de sal e alimentos industrializados.
9) Aumente o consumo de frutas, verduras e legumes.
10) Diminua o consumo de frituras.


Sobre o HPT

A história no HPT nasceu há mais de 50 anos quando o bancário Virgílio Pedro de Almeida, mirando-se no exemplo da vida e da obra de Paulo de Tarso, principal disseminador do Cristianismo, iniciou a construção do então asilo Paulo de Tarso. Em 1975, a direção da entidade foi assumida pelo administrador, Amarílio Domingos da Costa, que criou então a Associação Beneficente Paulo de Tarso e transformou o antigo asilo no Hospital Paulo de Tarso - Geriatria e Reabilitação. Com seu falecimento em 2007, o filho do fundador e atual presidente da instituição, Mário Alberto de Lima Costa, que há mais de 25 anos já se dedicava ao hospital assumiu a presidência. O HPT possui uma área total de 5.500 m², quatro blocos principais de atendimentos clínicos e dois de apoio administrativo.





Envie por email para um amigo

Leia mais sobre Dicas

COMENTÁRIOS

Carla
10/02/2012 - 00:36

Excelente matéria! Já recomendei aos amigos e postei na meu face. Sucessos!
------------------------------------------------------------


COMENTE

Seu nome:
Seu email:
Deixar seu email visível: 
Cidade/Estado:

Escreva seu comentário


Digite o código abaixo:
34293



HOME
QUEM SOMOS
FALE CONOSCO
TV ZILDA BRANDÃO
COLUNA ZILDA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ANTONIO SALANI

Mira & Destino é um site de informações turísticas, gastronômicas, negócios e novidades no mercado voltado para o público de alto luxo. Nossa intenção é trazer sempre o que de melhor acontece no mundo
BUSCA DE NOTÍCIA
RECEBA NOTÍCIAS

Desenvolvimento: Anderson Luiz