Image Slider Theme - Jssor Slider, Carousel, Slideshow with Javascript Source Code
Volição
Moto Perpetuo
Passagem
O Fio da Meada
Natuperambulante
Ingra in wonderland
Casa própria
Abraxas
Camara de Cultivo
Memorias da Infância
O sonho no sono da razão
A hora da sua vez
A espera
O passeio de Sybilla
Sobre-vivente
Arquehumanologia
A árvore do Magritte
Foz
Alfandega
Independência
Visto de entrada
Encefalopodepatia
Passagem para Oz
Relicário
Toque de recolher
Ponto de controle
jQuery Slider


CULTURA
Inauguração do Monumento em Homenagem aos Mortos e Desaparecidos Políticos da ditadura civil-militar | Projeto de Ricardo Ohtae
Por Zildda Brandaoh - 03/12/2014 às 2:0



NO FESTIVAL DE DIREITOS HUMANOS, MONUMENTO HOMENAGEIA MORTOS E DESAPARECIDOS POLÍTICOS DA DITADURA CIVIL-MILITAR

Instalado no Parque do Ibirapuera, obra homenageia as pessoas que deram suas vidas na luta pela democracia no Brasil

O primeiro dia do Festival de Direitos Humanos – Cidadania nas Ruas 2014, promovido pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), será marcado pela inauguração do monumento em homenagem a todos os mortos e desaparecidos políticos da ditadura civil-militar (1964-1985). A obra ficará em frente ao portão 10 do Parque Ibirapuera.

Com seis metros de altura por doze de comprimento, o monumento é formado por chapas brancas e uniformes com os nomes dos mortos e desaparecidos políticos de que se tem conhecimento até o presente, segundo o registro dos familiares, e por chapas disformes que representam as diferentes trajetórias desses resistentes. O desenho do projeto é do artista e arquiteto Ricardo Ohtake, autor do primeiro monumento a lançar luz sobre o tema, instalado no Cemitério Dom Bosco, em Perus, onde foi encontrada, em 1990, a vala clandestina com mais de mil ossadas de desaparecidos políticos.

Ricardo Ohtake e Anna Ferrari - por Ariana Iara
Ricardo Ohtake e Anna Ferrari - por Ariana Iara

A iniciativa da Coordenação de Políticas de Direito à Memória e à Verdade da SMDHC busca estabelecer marcos de memória que simbolizem a luta pela democracia na cidade, um dos objetivos da Meta 64 do Programa de Metas da prefeitura. A ação, realizada no marco dos 50 anos do golpe de 1964, vai ao encontro de uma antiga demanda dos familiares de mortos e desaparecidos políticos e militantes do tema de sinalizar os sítios de memória que marcam a história da resistência. O projeto-executivo, produzido pela arquiteta Anna Ferrari, foi aprovado pelos diversos órgãos municipais, estaduais e federais que autorizam intervenções urbanas na cidade.

"Instalar este monumento num local que é um cartão-postal de São Paulo coloca a luta contra o estado de anomalia que assolou o país por 20 anos no centro das reflexões de todos os que por ali passam", afirma o secretário municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Rogério Sottili.

SERVIÇO

Inauguração do monumento em homenagem aos mortos e desaparecidos políticos da ditadura civil-militar

Data: 8/12, às 14h

Local: Av. Pedro Álvares Cabral, Parque do Ibirapuera, Portão 10 (entrada em frente ao Museu Afro)



Envie por email para um amigo

Leia mais sobre Cultura


COMENTÁRIOS

Não há comentário postado até o momento

COMENTE

Seu nome:
Seu email:
Deixar seu email visível: 
Cidade/Estado:

Escreva seu comentário


Digite o código abaixo:
34354



Canadá Inesquecível

HOME
QUEM SOMOS
FALE CONOSCO
TV ZILDA BRANDÃO
COLUNA ZILDA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ANTONIO SALANI

Mira & Destino é um site de informações turísticas, gastronômicas, negócios e novidades no mercado voltado para o público de alto luxo. Nossa intenção é trazer sempre o que de melhor acontece no mundo
BUSCA DE NOTÍCIA
RECEBA NOTÍCIAS

Desenvolvimento: Anderson Luiz